quinta-feira, 15 de setembro de 2016

A HORA DA DECISÃO NA TI: OPEX OU CAPEX?




Há algum tempo, essas duas palavras tem feito parte do vocabulário das empresas e tem deixado muito gestor de TI pensativo quando precisa comprar ou renovar uma solução. Traduzindo para o bom e velho Português, elas significam a modalidade de adquirir um produto ou serviço para sua empresa: no CAPEX você compra o produto ou o serviço; já no OPEX, você aluga.

Trabalhando com companhias de diversos tamanhos e segmentos há mais de uma década, temos visto que a tendência seguida pela maioria nos últimos anos é o OPEX, pois dessa forma, o cliente não precisa desembolsar um valor alto de maneira imediata como no CAPEX, já que o “pulo do gato” é exatamente o pagamento mensalizado da solução.

Outra grande vantagem do OPEX é que as revendas os fornecedores podem criar pacotes de soluções (produtos + serviços) diferenciados e exclusivos, atendendo ainda melhor aos seus clientes de modo personalizado, tornando a comparação entre o escopo definido na contratação versus resultado entregue muito mais fácil de medir e, caso precise de ajustes, estes podem ser feitos de modo mais fácil e rápido.

No OPEX, os equipamentos entregues não ficam defasados, já que faz parte do modelo de contratação o “refresh” tecnológico de tempos em tempos. Esta modalidade também é mais interessante para o cliente, pois se um equipamento alugado tiver qualquer tipo de problema técnico que requeira sua substituição, a mesma será feita rapidamente pelo fornecedor, que mantém hardwares sobressalentes para isso, ao contrário do CAPEX, na qual o cliente compra um equipamento e, se o mesmo der defeito, e ele não tiver outro equipamento adicional (por exemplo, um “spare”), terá que aguardar prazo de RMA do fabricante ou comprar um novo, fato que gerará ainda mais custos, além de poder causar problemas mais sérios na rede da empresa, se esta não arranjar uma solução paliativa até a entrega do novo hardware.

Outra redução de custo significativa para a empresa contratante do OPEX é em relação à mão de obra qualificada para cuidar da solução. É sabido que treinamentos e certificações técnicas oficiais são caros e normalmente cobrados em dólar. A empresa cliente pode abrir mão desse tipo de gasto anual, principalmente se tiver mais de um analista, já que é incumbência do fornecedor capacitar e manter atualizados seu time técnico. Com isso, ela pode focar exclusivamente no seu negócio, deixando a gestão da solução nas mãos de seu fornecedor de confiança.

Em outro post, falaremos um pouco mais sobre esse assunto, elencando algumas marcas mundiais que estão entrando de cabeça nessa tendência e sobre como a AIM7 pode ajudar sua empresa a economizar com o OPEX de algumas soluções.


Sobre a autora

Andréa Fequettia, formada em Letras, é diretora executiva da AIM7 Informática há 11 anos, especialista em gestão de pessoas, negociações e parcerias.

Nenhum comentário:

Postar um comentário